Relatório XII 22/07/2014 (IV Pilares)

Aula XII

Técnica:

Aquarela

Material:

Canson A4, Pincéis chatos macios no. 18, tintas (3 cores primárias), base impermeável, potes para água, bandeja para mergulhar papel, esponjas, potes para diluição da tinta, panos.

Participantes:

Gabriela, 13 (Henrique optou por estudar para uma prova e não esteve no encontro)

Recursos Humanos:

Deriana Miranda – professora

Regiana Miranda – apoio

Tema:

Mitologia Nórdica – O acorrentamento de Fenrir

Caminho:

Passo I

Lembramos do Sequestro de Idun e a professora contou a história “O Acorrentamento de Fenrir”.

Passo II

Pintamos a escuridão da caverna onde Fenrir ficou acorrentado em tons de roxo, azuis, lilases e vinho

Percepção

Gabriela se mostrou curiosa. Mostrou particularmente que sua curiosidade é fruto de genuíno interesse pelo ser humano, pelo  fundamento dos pensamentos, sentimentos e das ações dos outros. Ela precisa se sentir segura e por isso pergunta da vida dos outros.

Conversou vivamente sobre a lógica da história, as possibilidades e sobre a crueldade, mostrando que traz em si noções claras do que é certo e do que é errado.

A sua dificuldade com os limites não se apresenta na invasão do limite do outro, mas na incapacidade de preservar seus próprios limites. Ela se sente agredida pelo mundo, se permite agredir como forma de contato e agride-se a si mesma como forma de despertamento para o que mora fora dela – pois se acha insuficiente para o mundo; e abertura – no sentido de não formar uma pele tão dura e impedir o contato dos outros.

Ouvir histórias e fazer a pintura tem sido para ela a possibilidade de vivência de si mesma sem esta tensão.

Próxima aula: “Os filhos de Loki: Jormungand”