O Exame da Humanidade

30 agosto 2014, Comentários 0

Helen Allingham - The Clothes LineQualquer um pode imaginar o que é o início de um trabalho de escola: poucos alunos, muitas adaptações quase todo o tempo. Com certeza, muito entusiasmo.

Mas há mais. Diante dos alunos – ao menos pelo exercício da pedagogia Waldorf, a gente não está “derramando conteúdos”, a gente está abrindo um espaço para exercitar Sermos adultos diante das crianças.

A criança é a perfeição em termos de capacidade de absorção de detalhes os mais ligeiros e os mais desavisados. Não existe a menor possibilidade de você ser ignorado diante de uma criança. Pode ser que ela seja bagunceira, que esteja parecendo sempre se evadir do que se está vivendo naquela hora, mas cada gesto, cada olhar será absorvido por ela e guardado profundamente com toda a sua inteireza.

É um desafio estar diante de crianças pequenas.

Talvez seja um alívio para a nossa pequenez não estar todo o tempo conscientes disso. Precisamos a cada dia mais efetivar em nós como hábitos a plena presença: pensar, falar e agir com unidade; realizar o que é útil somente, e digno de ser feito diante de uma criança, e isso com todo o cuidado e dedicação.

De repente te vêm a consciência que aquilo que você está fazendo gera na criança um movimento, ela te imita o andar, o falar, o agir ainda que o mais interno. Então é preciso estar mais firme, porque nos sentimos pouco para esse olhar religioso e, diante de nossas falhas, tão generoso.

Interessante que isso me veio pela minha recente experiência de acompanhar uma professora de Jardim de Infância, mas a gente sempre é examinado por esta humanidade nova – em cada mínimo detalhe.

As crianças estão lá adiante na sua capacidade infinita de amar e de se relacionar com o homem em construção que vive dentro de cada um. Nós vamos aprendendo com elas.

Eu agradeço essa oportunidade, ainda que ela seja breve.

Deriana Miranda

Professora há 27 anos, 13 como professora Waldorf, Deriana Miranda é licenciada em Educação Artística Artes Plásticas - FAP, Licenciada e Bacharel em Letras Português/Inglês – UFPR e Especialista em Meio Ambiente, Educação e Desenvolvimento – UFPR. Cursou o Seminário de Pedagogia Waldorf - FEWB, frequentou o Curso Livre de Ciências Naturais e Humanas: Pesquisa e desenvolvimento da Epistemologia e Prática da Pedagogia Waldorf – FEWB, e é co-fundadora do Liceu Rudolf Steiner – empreendimento social fundamentado na Pedagogia Waldorf e do Jardim Limão Rosa, uma iniciativa Waldorf, no qual é atualmente professora.